Trabalho_Estratégia do Oceano Azul_ADS

Pessoal,

Reforçando o que já foi combinado em sala:

Trabalho para 01/04.

Tema: A estratégia do oceano azul

Descrição: o aluno deverá pesquisar sobre o tema, de forma a compreender do que se trata “A estratégia do oceano azul”. O aluno deverá ainda buscar exemplos de empresas cujas estratégias sem encaixam no tema.

OBS: indique as fontes utilizadas para a pesquisa

Entrega do trabalho impresso ou manuscrito no início da aula. Atividade iindividual ou em duplas. Valor: 1,0 ponto.

MACROECONOMIA-Questões para discussão (26/03)

MACROECONOMIA

Questões para discussão (aula de 26/03/15)

  1. Uma taxa de câmbio valorizada (real valorizado perante o dólar) é melhor para exportar ou importar? Justifique.
  2. Explique a relação entre “taxa de juros” e “inflação”.
  3. A taxa SELIC encontra-se atualmente no valor de 12,75% ao ano. Porém, a taxa de juros normalmente paga pelos consumidores em geral é bem mais alta. Como você analisa essa diferença?
  4. Na sua opinião, qual o pior tipo de inflação? Inflação de custos ou inflação de demanda? Justifique.
  5. Explique a diferença entre “salário nominal” e “salário real”.
  6. Um dos principais “inimigos” do governo na área econômica é a inflação. A atual meta para inflação no Brasil é de 4,5% ao ano (IPCA). Explique porque não é desejável uma meta de 0%.

Matéria Folha de SP_Entenda a diferença entre os principais índices de inflação

Entenda a diferença entre os principais índices de inflação

IGP

Índice Geral de Preços, calculado pela Fundação Getúlio Vargas. É uma média ponderada do índice de preços no atacado (IPA), com peso 6; de preços ao consumidor (IPC) no Rio e SP, com peso 3; e do custo da construção civil (INCC), com peso 1. Usado em contratos de prazo mais longo, como aluguel.

IGP-DI

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna, da FGV, reflete as variações de preços de todo o mês de referência. Ou seja, do dia 1 ao 30 de cada mês. Ele é formado pelo IPA (Índice de Preços por Atacado), IPC (Índice de Preços ao Consumidor) e INCC (Índice Nacional do Custo da Construção), com pesos de 60%, 30% e 10%, respectivamente. O indicador apura as variações de preços de matérias-primas agrícolas e industriais no atacado e de bens e serviços finais no consumo.

IGP-M

Índice Geral de Preços do Mercado, também da FGV. Metodologia igual à do IGP-DI, mas pesquisado entre os dias 21 de um mês e 20 do seguinte. O IGP tradicional abrange o mês fechado. O IGP-M é elaborado para contratos do mercado financeiro

IGP-10

Índice Geral de Preços 10, também da FGV e elaborado com a mesma metodologia do IGP e do IGP-M. A única diferença é o período de coleta de preços: entre o dia 11 de um mês e o dia 10 do mês seguinte

IPC-RJ

Considera a variação dos preços na cidade do Rio de Janeiro. É calculado mensalmente pela FGV (Fundação Getúlio Vargas) e toma por base os gastos de famílias com renda de um a 33 salários mínimos IPCA.

IPC-Fipe

Índice de Preços ao Consumidor da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, da USP, pesquisado no município de São Paulo. Reflete o custo de vida de famílias com renda de 1 a 20 salários mínimos. Divulga também taxas quadrissemanais

ICV-Dieese

Índice do Custo de Vida do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos, também medido na cidade de São Paulo. Reflete o custo de vida de famílias com renda média de R$ 2.800 (há também índices para a baixa renda e a intermediária)

INPC

Índice Nacional de Preços ao Consumidor, média do custo de vida nas 11 principais regiões metropolitanas do país para famílias com renda de 1 até 6 salários mínimos, medido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística)

IPCA

Índice de Preços ao Consumidor Amplo, também do IBGE, calculado desde 1980, semelhante ao INPC, porém refletindo o custo de vida para famílias com renda mensal de 1 a 40 salários mínimos. A pesquisa é feita nas mesmas 11 regiões metropolitanas. Foi escolhido como alvo das metas de inflação (“inflation targeting”) no Brasil

INCC

Índice Nacional do Custo da Construção, um dos componentes das três versões do IGP, o de menor peso. Reflete o ritmo dos preços de materiais de construção e da mão-de-obra no setor. Utilizado em financiamento direto de construtoras/incorporadoras

CUB

Custo Unitário Básico, índice que reflete o ritmo dos preços de materiais de construção e da mão-de-obra no setor. Calculado por sindicatos estaduais da indústria da construção, chamados de Sinduscon, e usado em financiamentos de imóveis.

viaEntenda a diferença entre os principais índices de inflação – 06/12/2010 – Mercado – Folha de S.Paulo.